SHARE
borrachinha x Strickland Foto: Reprodução/Instagram: @ufc
borrachinha x Strickland Foto: Reprodução/Instagram: @ufc

No último sábado (1), o UFC 302 em Newark, EUA, trouxe emoções intensas para os fãs de MMA, especialmente na luta co-principal entre Paulo Borrachinha e Sean Strickland. Em uma batalha de cinco rounds, Strickland conseguiu impor seu plano de jogo pragmático, dominando Borrachinha com um volume constante de golpes. Apesar do brasileiro ter sereiventado para o confronto, trazendo um estilo mais estrategista, ao fim dos cinco assaltos, Strickland foi declarado vencedor por decisão dividida, frustrando as esperanças de Borrachinha de se aproximar de uma nova disputa de cinturão.

A derrota para Strickland marcou a segunda consecutiva e a quarta nas últimas cinco lutas para Borrachinha. Em um vídeo publicado na rede social ‘X’ (antigo Twitter), o brasileiro mostrou autocrítica ao avaliar sua performance.

“Sim, Sean venceu. Eu não atuei muito bem. Acho que ele também não atuou, mas pelo menos fez o suficiente para vencer, certo?”, declarou Borrachinha. Ele destacou ainda o alto nível de seus adversários recentes, incluindo ex-campeões como Luke Rockhold e Robert Whittaker.

Borrachinha prometeu um retorno ao “velho estilo”, focando mais em uma abordagem agressiva e menos estratégica.

“Eu vou trazer o antigo Paulo de volta para arrancar cabeças e interromper lutas. Não sou lutador de contragolpe. Não sou esse cara. Sou melhor quando ando para a frente e tento acabar com as lutas e arrancar cabeças”, afirmou, mostrando determinação para reconquistar seu espaço no octógono.

Enquanto Borrachinha, que mesmo aculando derrotas vinha sendo agraciado pelo UFC recebendo apenas adversarios em posições melhores no rank, agora sabe que para se reerguer terá que olhar pra trás na disputa e enfrentar adversarios que estão em posição inferiores.

Chris Curtis, atual 15º colocado no ranking dos médios, demonstrou interesse em enfrentar Borrachinha. Em suas redes sociais, Curtis lançou um desafio ao brasileiro, afirmando que estaria disponível para uma luta em setembro.

“Qualquer um que já fez sparring com Strickland sabe que ele tem um jeito estranho para lidar. Paulo Borrachinha, não tenha vergonha. Essas coisas acontecem. Se você quer alguém no centro do octógono trocando socos até alguém cair, eu estarei liberado em breve e buscando uma luta em setembro. Seria uma honra”, declarou Curtis.

Paralelamente, Caio Borralho, Brasileiro que vive momento totalmento oporto ao de Paulo na carreira, também expressou interesse em lutar contra Borrachinha.

Em uma live com o Canal “Sexto Round” no Youtube Caio não escondeu seu desejo de enfrentar Paulo no proximo envento do UFC em Outubro, em São Paulo.

“Ele disse que eu sou irrelevante. Então, sendo Main Event em São Paulo, se o UFC me vem com essa luta eu assino na hora. É uma luta que pode fazer sentido. não acho justo ele está na minha frente no ranking, ele não tem nenhuma vitória sobre alguém que está no UFC atualmente. então se o UFC vier com essa luta ela está assinada. Sera meu primeiro Main Event.