SHARE
Anderson Silva foto: Representação/ Instagram: @spaten_br
Anderson Silva foto: Representação/ Instagram: @spaten_br

Próximo de completar 50 anos, Anderson Silva acabou de anunciar sua última luta. O lutador, que é um dos maiores nomes do MMA, participará de um evento de boxe “Spaten Fight Night”, realizado pela marca de cerveja Spaten, em 15 de junho, em São Paulo.

Quando a luta foi anunciada, diversos adversários foram ventilados e outros fizeram questão de levantar a mão para pedir a chance de dividir o ringue com o Spider. Entre eles, o ator Terry Crews, o “Julius” de “Todo Mundo Odeia o Chris”. Em um vídeo publicado nas redes sociais, o ator diz: “Certo, Anderson Silva, eu estive treinando, estou pronto. 15 de junho, eu vejo você na Fight Night no Brasil. Dia 15 de junho, vamos lá. Anderson Silva, eu e você. Vamos fazer acontecer. Terry Crews aqui.”

Aparentemente, o vídeo não passava de uma brincadeira para promover a luta, já que a organização do evento estava buscando um lutador compatível para a despedida de Anderson. Mas, após a publicação de “Julius”, diversos lutadores entraram na onda de publicar vídeos desafiando. Um dos que mais chamou a atenção foi o tetracampeão mundial de boxe Acelino Popó, que nos últimos anos fez diversas lutas especiais de boxe enfrentando influencers e ex-lutadores.

“Fala galera. Soube que a última luta do Anderson Silva vai ser de boxe. É isso mesmo? Anderson Silva, sei que você é bom no chão, é bom também no muay thai. Quero saber se você é verdadeiramente bom de boxe. Eu lanço esse desafio. Vem para cima, Anderson Silva. Quero ver se você é bom mesmo. Não é sua luta de despedida? Vem com o campeão, vem”, disse Popó através de seu Instagram.

Outro nome ventilado pelos fãs para a despedida de Anderson Silva foi o de seu velho rival Vitor Belfort. Tudo por conta de que Vitor foi brutalmente nocauteado pelo Spider com o icônico chute frontal e, desde então, perseguiu uma revanche, citando possíveis lutas com Anderson até depois da despedida de ambos.

Dentre os nomes disponíveis, o escolhido para enfrentar o, considerado por muitos, maior lutador de MMA de todos os tempos foi o maior rival da sua carreira, Chael Sonnen.

Anderson Silva e Chael Sonnen. foto: MMAFIGHTING.COM

A revelação do rival do brasileiro se deu durante o Fantástico, programa da Globo, com um vídeo que mostra o americano se ‘anunciando’ como adversário do ex-campeão dos médios do UFC, além de uma imagem de um telão na Times Square, em Nova York, com uma contagem regressiva até a confirmação oficial.

“Anderson, sou eu de novo. Te vejo em 15 de junho”, disse Sonnen no vídeo.

O adversário não podia ser outro, já que se trata de uma das maiores rivalidades da história das lutas. Anderson Silva e Chael Sonnen fecharão uma trilogia, onde as duas primeiras lutas, ambas no UFC, entraram para a história da organização e das artes marciais mistas, não apenas pelo que aconteceu no octógono, mas também pelas provocações. Na promoção dos dois duelos, Sonnen usou sem dó seu ‘trash talk’ para fazer diversas declarações de tom ofensivo e provocativo não apenas direcionadas ao rival, mas também ao Brasil. As ofensas tornaram o americano uma espécie de ‘inimigo público número 1’ do povo brasileiro.

Histórico de confrontos:

As duas lutas protagonizadas por Anderson e Sonnen foram vencidas pelo brasileiro, sendo uma por finalização e outra por nocaute, tornando Spider uma espécie de herói nacional. Mas o primeiro confronto entre os lutadores foi definitivamente o mais emblemático. Em 2010, quando a luta aconteceu, Anderson Silva era tido como imbatível, pois nunca havia perdido um round sequer no Ultimate. Mas, enfrentando Chael Sonnen, o brasileiro foi dominado e castigado por quatro rounds até que, no quinto round, quando a derrota parecia certa, Spider achou um triângulo e finalizou Sonnen em uma das maiores viradas do MMA. Essa luta entrou recentemente para o Hall da Fama do UFC.

No segundo confronto, em 2012, Sonnen prometia repetir o feito de castigar Anderson, dessa vez sem deixar a vitória escapar no fim. Porém, o que vimos no octógono foi um passeio do brasileiro. Sonnen tentou um golpe rodado, mas Anderson usou sua esquiva para fazer o americano perder o equilíbrio, ir ao chão e ser nocauteado na sequência.

Anderson se mostrou feliz e também ansioso para o novo reencontro com o rival, agora após quase 12 anos e em outro tipo de situação e esporte.

“É muito legal poder dar isso para meus fãs, dar isso para o meu país, fazer minha última luta no Brasil. Gera uma expectativa muito grande pra mim. Dá um friozinho na barriga… Não teria alguém tão especial e tão melhor quanto o Chael. A gente não é mais tão rival, mas ele é meu arqui-inimigo, Coringa e Batman. Eu vou lá para me divertir e dar para as pessoas o que sempre dei, o melhor, com alegria e muito amor”, disse o Spider em entrevista para o Fantástico da TV Globo, emissora que transmitirá o combate com exclusividade no dia 15 de junho.