SHARE
Superado por Curtis Blaydes em seu último compromisso, Jailton Malhadinho deu um show no UFC 302, em Newark (EUA). Destaque no card preliminar do evento deste sábado, dia primeiro de junho, o baiano não tomou conhecimento de Alexandr Romanov e ‘espantou seus demônios’ com uma performance avassaladora. Praticamente sem ser tocado, o brasileiro finalizou o rival com um mata-leão ainda no primeiro round.

Com a vitória, Malhadinho não só se recupera da derrota sofrida no início da temporada, mas também deu uma resposta para os críticos e voltou a sonhar com o cinturão dos pesos pesados.

COMO FOI A LUTA

Como de costume, Malhadinho iniciou o combate indo pra cima, medindo a distância para sua entrada de queda. Até que, com 10 segundos de luta, seu adversário tentou um chute baixo e, com um timing certeiro, Jailton deu um bote num single leg, seguido de uma variação de mão com mão na altura da cintura para conseguir derrubar Romanov.

Por cima, o baiano foi extremamente dominante, golpeando ao mesmo tempo que buscava as brechas para avançar suas posições, até que, em uma oportunidade, ele pegou as costas, fechou o cadeado e começou a trabalhar em um mata-leão.

Alexandr seguia resistindo, mas aos 2 minutos e 30 segundos do primeiro round, Jailton conseguiu encaixar a cana do braço e forçar seu adversário a desistir.

EMOÇÃO

Por conta de sua derrota na luta anterior (contra Curtis Blaydes) e por uma luta de pouca ação na sua última vitória (contra Derrick Lewis), Malhadinho vinha sendo alvo de duras críticas nas redes sociais. No momento em que seu adversário bateu em desistência, ele não conteve a emoção e caiu em lágrimas no meio do octógono, claramente se livrando de um grande peso nas costas.

Na coletiva após o evento, o baiano mandou um recado para os fãs de MMA, garantiu estar em uma nova versão e de volta ao cenário.

“Depois que eu perdi pro Blaydes, eu prometi que iria voltar mais forte e mais focado, buscando terminar a luta, e foi o que eu fiz, contra um cara que é da luta agarrada, que nunca havia sido finalizado. Entrei pra mais um recorde. O que eu penso é que sou um cara muito batalhador. Eu treino todos os dias, vou a todos os treinos e eu não ligo para o que as pessoas falam. Eu lutei contra um cara que foi finalizado apenas uma vez, que foi o Derrick Lewis, lutei cinco rounds com o cara, tirei o cara para nada, tive um revés contra o Curtis Blaydes e agora vim mostrar para todo mundo que eu me reinventei novamente e voltei para o cenário. A resposta está aí”, declarou Malhadinho em coletiva após a vitória no evento.

PROXIMOS PASSOS

Jailton, que até então era o 7° do ranking, defendeu com maestria sua posição e agora pode voltar a olhar pra parte de cima da tabela e planejar seus proximos passos.

Ainda na coletiva, Jailton falou sobre seus próximos capitulos e reafirmou o desejo de compor o card do UFC na França, marcado para setembro, enfrentando o número 2 do ranking, Cyril Gane, que provavelmente fará a luta principal, já que é o maior lutador francês do plantel.

“Essa semana eu conheci a Estátua da Liberdade, agora quero conhecer a Torre Eiffel. Só depende dele (Gane) aceitar a luta. Vou estar sempre pronto, só esperando ele aceitar. Se tiver a oportunidade, eu quero conhecer a França.” afirmou Malhadinho.