Início Eventos / Torneios Campeã mundial, boxeadora Rose Volante treina para a luta ‘mais importante da...

Campeã mundial, boxeadora Rose Volante treina para a luta ‘mais importante da vida’

COMPARTILHE
Share Button

Rose Volante, primeira brasileira campeã mundial de boxe, disputa no dia 15 de março a luta mais importante de sua carreira. Valendo três cinturões, incluindo a defesa de título do título da WBO, a paulista enfrentará a irlandesa campeã olímpica, Katie Taylor.

A atleta, de 36 anos, já fez duas defesas de cinturão e no dia 15 de março vai defender seu título mundial no Liacouras Center, na Filadélfia, Estados Unidos, durante as festividades do Saint Patrick Days.

“A Taylor é uma grande boxeadora, é uma luta entre duas campeãs do mundo, e no dia 15 de março os 3 cinturões vão ficar na mesa sem dono e a vencedora vai ser decidida em cima do ringue.  E eu vou pra essa luta com uma nação de 210 milhões de brasileiros torcendo por mim”, comentou a pugilista.

Taylor, de 32 anos, acumula 12 vitórias (cinco nocautes) e detém os cinturões da WBA e IBF. A brasileira mede 1,66 metro, um centímetro a mais que a irlandesa e no seu cartel profissional tem 14 vitórias em 14 lutas, sendo oito delas por nocaute.

“Todo lutador sonha em ser o melhor do mundo e lutar com os melhores. Será um grande combate, e eu estou disposta a voltar com os cinturões pra casa.”, completou “The Queen”, como é conhecida.

Rose conquistou o cinturão do peso-leve (até 61kg) em dezembro de 2017, contra a argentina Brenda Carvajal, em Jujuy. Em 2018, ela terminou no topo dos rankings da WBC e WBO.

Sobre Rose 

Rose Volante é a primeira brasileira campeã mundial de boxe pelo Conselho Mundial de Boxe (WBO). A atleta começou sua trajetória no boxe aos 26 anos.

Como atleta amadora, ela foi campeã paulista quatro vezes, brasileira três vezes e quatro vezes campeã dos Jogos Abertos no interior paulista.

Foi convocada para a Seleção Brasileira de Boxe e campeã sul-americana no Chile, em 2011. No mesmo ano ela ficou em sétimo lugar no Mundial da China.

Em 2012 ela foi medalha de prata no Pan-americana de boxe no Canadá. No mesmo ano, Rose foi reserva da Seleção Brasileira nas Olimpíadas de Londres e em 2013 tornou-se campeã europeia.

Em 2014, aos 31 anos, decidiu entrar para o boxe profissional. Na sua trajetória profissional, Rose foi campeã paulista, campeã internacional duas vezes, campeã latina também por duas vezes e campeã mundial dos pesos-leves pela OMB (Organização Mundial de Boxe), uma das quatro principais entidades gestoras do boxe profissional.

Na disputa pelo cinturão, Rose venceu a luta contra a argentina Brenda Carabajal em dezembro de 2017.

Publicado em Revista Lutas

Texto de: Katarine Monteiro
📧 [email protected] | [email protected]

Share Button