SHARE

Patrick Bastos Reis, um policial militar de 30 anos, foi morto no Guarujá na noite dessa quinta-feira, 27, em um confronto com criminosos durante um patrulhamento na comunidade da Vila Zilda. O militar era membro da Rondas Ostensivas Tobias Aguiar (ROTA)

Patrick era não só reconhecido por sua atuação como policial, mas também ganhava status como um respeitado lutador de jiu-jitsu na capital paulista. Sonhava em ser campeão mundial da modalidade, sendo já um campeão das etapas do circuito paulista na faixa azul, categoria master peso médio.

Segundo Fabiana Camargo de Souza, proprietária da academia onde Patrick treinava, ele tinha um caráter íntegro e determinado, sempre buscando atingir seus objetivos.

A academia onde Patrick treinava prestou homenagem a ele, expressando a tristeza e a dor pela perda de um grande amigo e lutador.

Ele era uma das pessoas mais íntegras e determinadas que eu já conheci. Cheio de sonhos, ele queria ganhar o mundo e eu acredito que ele iria conseguir” disse a proprietária da academia.

Reis havia recebido o 3º grau na faixa azul na última quarta-feira e estava projetado para avançar para a faixa roxa até o final deste ano. Seu legado no esporte e na luta pela segurança pública foi reconhecido por muitos, incluindo o ex-presidente Jair Bolsonaro, que expressou seus sentimentos em relação à sua morte em seu Twitter.

O incidente ocorreu na noite de quinta-feira quando Reis e outros policiais foram emboscados por criminosos armados. Reis foi baleado próximo ao tórax e morreu no Pronto Atendimento da Rodoviária (PAM). Outro policial também foi ferido no ataque e está sendo tratado em um hospital local.

Em resposta ao trágico acontecimento, a Polícia Militar lançou a Operação Escudo com o objetivo de capturar os criminosos responsáveis pela ação. A Secretaria de Segurança Pública também emitiu uma nota lamentando a morte de um de seus soldados e informou que a ocorrência foi encaminhada à Polícia Civil para o registro dos fatos.

O governador Tarciso de Freitas emitiu nota informando que dois suspeitos já foram capturados

Com muito pesar, nos despedimos do soldado Reis, de Rota, que perdeu a vida cumprindo a missão de proteger as pessoas. Secretário  @DerriteSP  acompanha pessoalmente andamento da Operação Escudo, que está em campo ininterruptamente no Guarujá. Todos os quatro envolvidos já foram identificados e dois estão presos. Meus sentimentos à família e aos amigos, com o compromisso de que o crime não terá trégua em São Paulo.

Revista Lutas – A Revista de Lutas do Brasil

Dados de https://jovempan.com.br/noticias/brasil/soldado-da-rota-e-morto-a-tiros-no-guaruja-policia-faz-operacao-para-prender-suspeitos.html / https://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2023/07/28/pm-da-rota-morto-no-litoral-de-sp-sonhava-ser-campeao-mundial-de-jiu-jitsu.ghtml e twitter