Início Árbitros, equipes de arbitragem etc Future MMA – Thiago Manchinha e Guilherme Prodígio trocam farpas em busca...

Future MMA – Thiago Manchinha e Guilherme Prodígio trocam farpas em busca de confronto

COMPARTILHE
Share Button
Após finalizar o wrestler iraniano Alireza Noei no Future MMA 11, no último dia 17, Thiago Manchinha voltou sua mira para Guilherme Prodígio. Ainda dentro do decágono, ele desafiou o compatriota, que respondeu logo em seguida, pelas redes sociais. Desde então, o clima de animosidade reinou entre os pesos-penas.

“Eu acho que o princípios das artes marciais são disciplina e respeito. Se ele vê MMA como um trabalho, também tem que ter respeito. Ele é um moleque empolgado, que não respeita ninguém, fala muito… só que ele provocou a pessoa errada. E vou mostrar para ele que respeito é bom e conserva os dentes!”, declarou Manchinha.
Atualmente na Flórida, EUA, onde treina na American Top Team, Prodígio, que venceu Felipi Silva no FutureMM 9, recebeu com bons olhos o desafio, e relembrou um episódio que liga os dois: em 2017, seu pai, Ocimar Costa, ficou no córner de Thiago Manchinha numa luta que ele venceu um russo no ACB – atual ACA -, no Cazaquistão.
“Quando a gente teve perto de se enfrentar, no Future 9, o pessoal da equipe dele veio me xingar, falando coisas que quem não gosta do Prodígio fala. Mandem todos calarem a boca, porque te mandaram sozinho lá para o Cazaquistão. Que time é esse? Venceu a luta porque com meu pai no córner fica muito fácil mesmo”, explicou Prodígio.
Mais experiente, Thiago Manchinha, 33 anos, possui um cartel de 17 vitórias oito derrotas e uma luta sem resultado. Invicto em solo brasileiro desde 2015 – com derrotas apenas no Leste Europeu -, ele acumula cinturões do Shooto Brasil e do Juiz de Fora Fight, e acredita que sua experiência será fator determinante num potencial combate.
“Ele nunca foi testado como eu fui, e não me traz nada que eu não tenha visto. Ele é jovem e eu estou no auge da minha carreira. Tenho tudo pra poder vencer ele. Tenho uma cabeça boa e tenho certeza que, quando ele fizer as palhaçadas dele e ver que não vai me abalar, ele vai se frustrar e eu irei ganhar esse combate”, acredita o fluminense.
Onze anos mais novo que o rival, Guilherme Prodígio recebeu esse apelido por começar bem cedo no MMA profissional, emplacando cinco vitórias dos 15 aos 16 anos de idade. Devido ao aproveitamento nos cages e nos treinamentos, ele foi convidado por Alex Davis a integrar a American Top Team, onde ajudou grandes nomes do UFC, entre eles, Jorge Masvidal.
“Estou na ATT com os melhores lutadores do mundo. Aqui, lutadores como você nem passam na porta. Acredito que vencerei porque a trocação dele é um lixo e o Jiu-Jitsu dele não se compara ao meu. Ele tem o queixo frágil, posso nocautear ele com um jab bem dado. Eu, se fosse ele, teria vergonha de desafiar o Prodígio. Vou dar uns tapas nele para ele nunca mais pronunciar meu nome à toa. Tirarei ele de cena com o maior prazer, adiantarei essa aposentadoria que já passou do tempo”, promete o manauara.

CEO do Future MMA, Jorge Oliveira afirmou que o duelo agrada ao evento, mas disse que os fãs é que irão decidir se ele realmente vai acontecer. Vale ressaltar que a principal proposta da companhia é levar em consideração o apelo do público, que pode se manifestar tanto nas redes sociais quanto usando o poder da votação no site ou no app oficial do evento, disponível para download gratuito tanto no Google Play quanto na App Store.

SOUZAFC
Share Button