zezão trator mma jiu-jitsu belém do pará

Monstro do OCTA�GONO A� ASTRO no palco.

Robson Augusto – RJ / Ele A� considerado um monstro no octA?gono. Uma fera que impA�e respeito.A�SA?o muitos seus tA�tulos no MMA nacional, cinturA�es do Power Fight em Curitiba, WFE em Salvador, Rock Fight no ParA? e o mais expressivo, o Max Fight.A�

JosA� de Ribamar Machado Gomes o a�? ZezA?o Tratora�?, maranhense radicado em BelA�m com 33 anos de idade, metade vividos no ParA?, comeA�ou na Capoeira aos nove anos de idade – arte que tambA�m A� Mestre -A�mas migrou para o Jiu-Jitsu e hoje A� faixa-preta.

12670170_1671166966474506_7222125906123696003_n

Com o curso superior de HistA?ria incompleto, ZezA?o alA�m de ensinar, tambA�m luta profissionalmente MMA. Contudo, o que alguns considerariam um paradoxo, oA�atleta sempre que possA�vel estende A�suas atividades atA� outro tipo de palco, nA?o menos complicado,A�o teatro.

ApA?s se matricularA�em uma oficina de teatro com o intuito de melhorar a dicA�A?o, o rela

cionamento com o pA?blico e entrevistas pA?s-luta o atleta acabouA�sendo escolhido para protagonizar uma peA�a bastante conhecida no ParA?, A�a�?Cabanos uma viagem no tempoa�?. Ele interpretouA�Domingos OnA�a, um bravo escravo guerreiro.

1538710_147074602305589_8079248100872029503_n

A peA�a estourou em BelA�m do ParA?.

Internacionalmente ZezA?o Trator celebrou contrato com Bellator. Mas, uma lesA?o sA�ria o atrapalhou a deslanchar no evento. Depois disso, jA? recuperado, direcionou sua carreira para eventos na A?sia, e hojeA�vem se preparando para defender seu cinturA?o atA� 77kg, o que deve ocorrer em setembro deste ano no KirgistA?o no evento JFC Jushkuch Fightting.

Em seus duros treinamentos com Frankenstein UFC e Mondragon na academia Hard, TRATOR luta para estar sempre estre os TOP. Em coro com alguns dos grandes do mundo das lutas no Brasil, mosso artista-lutador lamenta o fato do paA�sA�nA?o valorizar seus guerreiros, o que faz com que muitos tenham que partir para outros campos, como A� o seu caso, ao optar por lutarA�na Europa e A?sia.

Muitos atletasA�acabam permanecendo no exterior e o paA�s acaba perdendo com isso.

Trator, dono de um cartel admirA?vel, 38 vitA?rias, 13 derrotas e 1 empate, manda um recado para seu pA?blico a�?…quando entro no Cage, nA?o me importo nem com a morte! Busco sempre o nocaute ou finalizaA�A?o…a�?A�A�

menor trator 81390643_1752516350_nZezA?o A� mais um atleta brasileiro cheio de talentos que poderia deslanchar e se tornar mais rapidamente um atleta de expressA?o mundialA�se houver mudanA�as na polA�ticaA�de pouca valorizaA�A?o dos esportes de lutas no Brasil. Diferente de outros esportes elitizados, que demandam equipamentos caros, lutas como o jiu-jitsu e luta-livreA�sA?o bastante acessA�veis A�A�populaA�A?o de baixo poder aquisitivo.

ZezA?o mencionaA�que se tivesse apoio faria muito mais do que lutar por tA�tulos e teria mais tempo para acelerar a consecuA�A?o de um sonho. O atletaA�tem oA�projeto de montar um grande trabalho de resgateA�de jovens carentes e reintegraA�A?o social atravA�s das lutas.

Robson Augusto – RJ

Revista Lutas – A revista de Lutas do Brasil – http://revistalutas.com.br

Veja: Guerreiro da baixada fluminense da show no texas